• Rede Reippe

REIPPE Convida #21: Violência nas Escolas.

Completando 21 edições o REIPPE Convida que acontecerá dia 25 de agosto de 2022 às 17h via zoom terá como temática a Violência nas Escolas. Os convidados a debater este tema serão Miriam Abramovay e Cesar Amaral Nunes.


Miriam é socióloga, pesquisadora e Doutora em Ciências da Educação pela Université Lumière Lyon 2, Coordenadora do Programa Estudos e políticas sobre juventudes, educação e gênero: violências e resistências da Flacso e é autora e co-autora de vários livros e inúmeros artigos nas áreas de educação, ciências sociais, gênero, violências nas escolas e juventudes.


Conheça mais sobre Miriam Abramovay em :

https://miriamabramovay.wordpress.com/livros/livros-violencia-nas-escolas/


César é bacharel em Violão Clássico, doutor em Física Teórica pela Universidade Técnica de Munique, pesquisador associado ao GEPEM da Unesp/Unicamp e ao IdEA da Unicamp no Grupo Ética, Diversidade e Democracia. Moderador do curso em Implementação de Políticas Públicas da Kennedy School de Harvard.


César trará para o debate o artigo "Processos responsivos no desenho, implementação e avaliação de programas na área da melhoria da qualidade da convivência escolar" que escreveu junto com Telma Vinha, pedagoga, doutora em educação pela Faculdade de Educação da Unicamp e professora do departamento de psicologia educacional desta mesma instituição e também coordenadora do Grupo de Estudos ?Ética, Diversidade e Democracia na Escola Pública? do Instituto de Estudos Avançados da Unicamp (IdEA).


Abaixo extraímos um trecho do artigo que será trazido para o debate, veja o artigo na integra em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/16960/13603

"[...] Em termos de educação e, principalmente, da convivência escolar, sempre haverá a necessidade de continuadamente, desenhar, redesenhar e implementar programas e reformas, uma vez que a sociedade se move num processo interminável de transformações e, esperançadamente, avanços. Isso não significa ineficiência, pelo contrário, é um olhar realista que normalmente confronta visões tecnocráticas (PELLIZZONI, 2001). Devido à complexidade de atores e processos envolvidos nesse tipo de desafio, antes que se consolide uma implementação, novas reformas já se mostram necessárias (ELMORE, 1996; REIMERS, 2020) [...]"


254 visualizações0 comentário